Making of ‘5000 cliques’ – Parte Dois

Olá, visitante,

Sem mais nhenhenhe, vou dar continuidade ao meu processo de desenhação (…) da Arlequina.

Partindo daquele esboço que chamei de “final”, faço o lápis definitivo. Vou pegar um papel melhorzinho (gramatura 120 g/m², pelo menos), mesa de luz (no caso, a janela), lápis, borracha, fitas adesivas e meu talento, e o resultado é o seguinte:

Não considerem "Desenho Final" como o definitivo.

Agora vamos tacar tinta!

Inking

Tudo que eu vou precisar está aqui:

Canetas descartáveis, lapiseira, borrachas, limpatipo e marcador.

Canetas Unipin, uma caneta marcadora (vulgo pincel atômico),  lapiseira 0.5 grafite HB, borracha plástica branca comum, limpatipo e caneta borracha.  Coloquei tudo em cima do desenho. Aquela régua na parte superior da foto tem exatamente 20cm, caso o leitor tenha alguma dúvida.

Começando do início

Comece sempre pelo início, siga até o fim, daí pare. Olhem só daonde comecei:

Eu sigo meu coração ao iniciar uma artefinalização.

Existe uma sequência de normas que orientam o artefinalista a fazer seu trabalho. Mas isso é assunto dos livros e cursos, e não é meu objetivo neste blog mostrar como se faz, e sim mostrar como eu faço.

E então vou indo:

Depois dos pés, os olhos, boca e alguns detalhes da roupa.

Mas por que escolhi começar pelos pés?

Eu gosto de fazer partes com detalhezinhos primeiro. Adquiri esse hábito quando na finalização de páginas em prazos apertadinhos…   porque finalizar aqueles frisos da parede daquela cúpula de basílica de arquitetura rococó quando já estou 12 horas direto na mesa e está 7 da manhã é angustiante…

Por hoje era isso (!). O editor do WordPress também não tá me ajudando… mas não fiquem triste, voltaremos com a continuação!

Absolute tip: Penciler X Inker

Dizem que “o artefinalista é o cara que só passa (nanquim) por cima (do desenho do desenhista)”. Ora, todo artefinalista possui “níveis” (=tem treinamento) de desenhista. Observem a figura abaixo que fica mais fácil chegar onde quero:

Alteração sobre o original!!!

O pé desenhado originalmente tá “errado”! Se não tá “errado”, tá estranho, sei lá, talvez a perspectiva tá difícil de engulir… enfim, algumas vezes o artefinalista(inker) depara com conflitos assim. O bom senso diz que, na dúvida, o desenhista(penciler) tá certo. Então segue o baile. Mas se tiverem tempo de sobra(penciler e inker), podem discutir isso. Artefinalistas, NUNCA alterem o original sem o consentimento do desenhista!!! Mesmo que “passar por cima” resulte em algum erro de continuidade, consulte sempre o seu desenhista!

Abração e até a próxima atualização!

Tags: , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Making of ‘5000 cliques’ – Parte Dois”

  1. Mike Jansen Says:

    Parabéns Bob! Muito bom o desenho e a demonstração de que os métodos para se realizar um bom trabalho podem ser descomplicados!
    Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: